MS Power Automate: Nova oportunidade, inteire-se e potencialize mais e melhor sua automação!

MS Power Automate: Nova oportunidade, inteire-se e potencialize mais e melhor sua automação!

O cofundador Jukka Virkkunen e o especialista em soluções da Microsoft, Janne Hirva, realizaram recentemente um webinar discutindo as novas oportunidades de automação habilitadas pela Microsoft Power Platform. Muitas perguntas excelentes foram feitas durante a sessão ao vivo*.

Neste artigo, você pode encontrar respostas às perguntas do público sobre os casos de uso do Power Automate e outras perguntas da perspectiva de negócios. Confira também artigos de perguntas e respostas sobre questões técnicas.

Os principais pontos do webinar incluem:

  • O que é o Microsoft Power Automate?
  • Como o Power Automate se encaixa em suítes de automação em constante evolução?
  • Como sua empresa pode aproveitar as oportunidades proporcionadas pela tecnologia?
  • Como a Power Platform pode ser utilizada para melhorar a produtividade pessoal e impulsionar a inovação?
  • Casos práticos de uso.

Perguntas sobre casos de uso e perspectivas de negócios:

O que acontecerá no lado administrativo de TI se cada usuário final começar a criar seus processos? Como o departamento de TI pode lidar com solicitações de ajuda?

Janne: A adoção da Power Platform, como qualquer nova tecnologia na organização, requer a implantação de governança, que é modus operandi padrão nas empresas..

Cabe a cada organização planejar e implantar processos internos, como práticas de desenvolvimento de aplicativos, ambiente e políticas de gerenciamento de usuários, gestão de mudanças e que tipo de papel o suporte interno desempenha no quadro geral.

Você vê risco de “Desenvolvedores das áreas de Negócios” trilhar atalhos quando se trata de documentar e testar soluções de automação que eles criam?

Janne:  A questão é: você quer que os “desenvolvedores das áreas de Negócios” documentem e testem suas soluções e com que propósito? Afinal, são os próprios processos da organização que precisam estar implementados e gerenciados por eles para lidar com a forma de como as pessoas trabalham.

Com a governança da Power Platform, você pode gerenciar quem pode criar soluções e em que ambiente e usando quais ferramentas, dados e conectores. Você pode decidir e parametrizar o que diferentes funções de desenvolvedor podem fazer e o que é esperado de cada função/grupo, e quais soluções criadas.

Não há riscos se você governar sua plataforma e pessoas.

O Power Automate é principalmente para cenários de interação com o usuário? Ou também suporte execuções autônomas?

Janne:Power Automate (PA) inclui o WinAutomate assistido e também os recursos não assistidos que a Microsoft adquiriu da Softomotive.

Os recursos de RPA no PA complementam a Power Platform mais ampla, e garantem que os desenvolvedores da área de negócios e consultores profissionais em RPA possam automatizar uma gama mais ampla de processos de negócios possíveis, independentemente dos sistemas legados envolvidos.

Jukka: Todas as tecnologias de automação líderes têm seus pontos fortes e fracos. No momento, vemos a maior força da PA (Power Automate) na automação assistida e no envolvimento de pessoas de todos os níveis da organização para inovar. Mas as tecnologias estão evoluindo rapidamente! O que agora funciona melhor com uma tecnologia pode ser diferente em um mês. É também por isso que acreditamos que não é do interesse de uma organização se comprometer com apenas uma ou algumas tecnologias de automação. O desafio é acompanhar as informações e ter a capacidade necessária das diferentes tecnologias disponíveis para uso a qualquer momento.

O Power Automate pode se conectar a um processo Python para notificá-lo no Teams que uma tarefa foi concluída? Fugindo do e-mail.

Janne: O PA pode se conectar a qualquer sistema ou serviço que tenha uma API. Se não houver um conector pronto disponível e, por exemplo, o conector HTTP não for suficiente, um conector personalizado pode ser criado.

Obviamente, a notificação no Teams também pode fazer parte do fluxo do Power Automate, utilizando seu conector pronto para que o recurso não precise ser hardcoded no Python. Lembre-se que os fluxos de PA também podem ser chamados a partir do código.

O DWF (Design Web Format) pode dar um exemplo de como um cliente pode consumir esses serviços quando (por exemplo) ele precisa de soluções de automação autônoma da Blue Prism Cloud e da Microsoft?

Jukka: O exemplo aqui não é o mais provável, pois é mais adequado usar PA (Power Automate) para automação assistida e BP para não assistida. Independentemente disso, a questão provavelmente está relacionada à combinação de tecnologias em geral.

Acreditamos que não seja do interesse de uma organização se comprometer com apenas uma ou algumas tecnologias de automação. Isto acontece por diversas razões; as tecnologias de automação líderes têm diferentes pontos fortes e fracos, e todos eles estão evoluindo rapidamente em diferentes ciclos. Comprometer-se com uma ou apenas algumas tecnologias representa um risco por si só.

Como a Microsoft garante a força empresarial do Power Automate e que os clientes não acabem com centenas de micro automações que não são compartilhadas entre a empresa?

Janne: Se a preocupação é que os fluxos construídos por uma organização não sejam compartilhados com cada usuário relevante, cabe à organização garantir que sejam. Power Platform (da qual o PA faz parte) é uma PaaS (Plataforma de aplicativo como Serviço), o que significa que a Microsoft fornece e gerencia a plataforma e as ferramentas, mas os clientes são os proprietários dos dados e aplicativos construídos pela plataforma. A plataforma permite que seja compatível em nível empresarial para uma organização.

De um ponto de vista específico da auditoria, como os clientes da Microsoft que usam o Power Automate se sentem sobre seus usuários de negócios, usando suas contas para executar automações digitais em suas soluções de plataforma? 

Janne: A Microsoft vê um alto potencial para ganho de eficiência e automação, permitindo que os funcionários acessem ferramentas sem código e inovem. As ferramentas são fáceis de aprender e o treinamento está prontamente disponível, por exemplo, no Microsoft Learn. Acreditamos que os recursos de segurança e controle disponíveis na Power Platform permitem que todas as organizações configurem a segurança que atenda as suas necessidades.

E quanto à facilidade de manutenção desse tipo de automação? (por exemplo, quando uma pessoa que o criou sai da empresa).

Janne: Acreditamos que você precisa definir uma governança e processos adequados para garantir que seus usuários e dados permaneçam seguros. O estabelecimento de práticas e políticas em torno da automação em produção deve abranger e gerenciar a mudança de funções das pessoas e sua saída da organização.

Dê é um exemplo de caso em que o PA (Power Automate) pode não ser aplicável?

Janne: Em vez de abordar de uma perspectiva teórica, tenha em mente que o Power Platform consiste em várias ferramentas que podem ser usadas para construir sua solução. Se as ferramentas de baixo código na Power Platform carecem de certa funcionalidade, nossas outras duas nuvens nativamente integradas oferecem uma solução que pode ser usada para estender sua solução para Power Platform (Azure Services & Microsoft 365).

Podemos usar o Power Automate para enviar uma consulta a um usuário externo (cliente) e obter as respostas? Essa seria uma ótima ferramenta para obter dados de forma estruturada?

Janne: Sim. Dependendo da forma de consulta. Diferentes abordagens podem ser utilizadas na Power Platform.

Alguns exemplos:

Quando falamos sobre automações liberado pelos desenvolvedores da área de negócios com PA: Como você garante tópicos de governança, gerenciamento de código (controle de versão), registro de auditoria central, etc.?


Janne:  Vemos um grande potencial para ganho de eficiência e automação, permitindo que os funcionários acessem ferramentas sem código de baixo código e inovem. As ferramentas são fáceis de aprender e o treinamento está disponível em, p. e., Microsoft Learn. Acreditamos que o recurso de segurança e controle disponível na Power Platform permite que todas as organizações configurem a segurança que atenda às suas necessidades.

Gostou deste Artigo?

Siga a SicoloS no LinkedIn
Entre em Contato e agende uma reunião de apresentação
Veja nosso FAQ e saiba mais sobre o RPA
Baixe o E-book Gratuito

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se em nossa Newsletter!

  • Seus dados estarão seguros e será usado só para este fim.
    Somos contra spam.
© SicoloS Tecnologia 2020 – Todos os direitos reservados.
Feito com ❤ por